marcaminas

 

Lei Estadual de Incentivo à Cultura

Secretaria de Cultura e Turismo e Empresa Mineira de Comunicação lançam Gerais+Minas, programa de interiorização das grades da Rede Minas e Rádio Inconfidência

Iniciativa apresenta novidades na programação da Rede Minas e rádio Inconfidência e lança políticas de fomento para o setor audiovisual mineiro

21 05 24 Logo GMM

Capturar a mineiridade e transmiti-la para a tela da TV e para as ondas do rádio é o foco do projeto Gerais+Minas, lançado pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), por meio da Empresa Mineira de Comunicação (EMC), em Poços de Caldas, Sul de MG.

As ações já começaram. Equipes da Rede Minas estão no Sul do estado e percorrem cerca de dez municípios da região, gravando conteúdos para a Rede Minas e Rádio Inconfidência. Ao final do projeto, 251 cidades mineiras terão sido visitadas, gerando, ao todo, nove programas, que irão ao ar a partir de outubro. Antes disso, a emissora já começa a exibir, nesta semana, a série “Minas são Muitas”, que também integra o Gerais+Minas com vídeos promocionais dos destinos. Estes vídeos retratam as belezas das cidades contemplados a partir de imagens feitas por fotógrafos dos municípios participantes.

A escolha das cidades foi feita a partir de diálogo do governo do Estado, por meio da EMC e da Secult, com governanças regionais, como prefeituras, Associação Mineira de Municípios, Associação das Cidades Históricas de Minas, além de outras instituições.

O Gerais+Minas foi lançado no Palace Hotel de Poços de Caldas, na última sexta-feira (21/5). O encontro contou com a participação da subsecretária de Turismo da Secult, Milena Pedrosa, do presidente da Empresa Mineira de Comunicação, Sérgio Rodrigo Reis, e do prefeito da cidade, Sérgio Azevedo. O evento teve a presença virtual do secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, que comentou o Programa de interiorização por  meio de transmissão on-line, além da participação do deputado estadual Mauro Tramonte, também de forma remota.

“O audiovisual é um dos principais ativos de promoção turística de um destino em todo o mundo, e o Gerais+Minas vai identificar e registrar as nossas riquezas, tradições, nossa cozinha e a beleza da diversidade cultural e de nossas paisagens, para exibi-las em todo o país e, para um futuro próximo, até mesmo levar ao mercado internacional", disse Leônidas Oliveira.

“É uma grande alegria lançar esse programa em Poços de Caldas. Por meio dele, buscamos o entendimento de que a Cultura e o Turismo, e todas as cidades, sobretudo as que estão distantes da sede da capital, são fundamentais para o desenvolvimento socioeconômico do Estado e para a geração de emprego e renda, cada uma com suas particularidades e especificidades, unindo saberes e sabores de Minas Gerais”, destacou o secretário.

O encontro foi transmitido ao vivo, através do canal da Secult no YouTube.

Articulação

“É um grande sonho que se realiza, a oportunidade de produzir conteúdo em parceria com os destinos de Minas, e que vem junto da cadeia produtiva do turismo. É fundamental passarmos o orgulho que temos de Minas para os mineiros, para o Brasil, e para o mundo. Nunca foi feito com essa abrangência”, comemorou o presidente da EMC, Sérgio Rodrigo Reis, que apresentou o Gerais+Minas ao público durante o evento.

O deputado estadual Mauro Tramonte, que é natural de Poços de Caldas, falou sobre a atuação da Comissão Extraordinária de Turismo e Gastronomia da ALMG e da importância da atividade turística. "A cultura, o turismo e a gastronomia estão sempre vinculados. Defendemos isso na ALMG para difundir nossas riquezas como os lugares, queijos, a cachaça, os azeites, cafés. Queremos estimular também o 'endoturismo' para que os mineiros conheçam seu próprio estado”, comentou.

Milena Pedrosa destacou os quatro eixos do Reviva Turismo, programa de retomada gradual e segura das atividades do setor. “Por meio dos eixos biossegurança, estruturação, capacitação e marketing de destino, podemos trabalhar de forma integrada a transversalidade entre cultura e turismo, que são poderosos instrumentos de mudança social e desenvolvimento territorial”, enfatizou.

“É fundamental a participação do Estado junto aos municípios nesta iniciativa de interiorização. A união de forças, com a presença da Rede Minas, nos anima muito, e só confirma o bom relacionamento e o trabalho conjunto do governo de Minas e das cidades em direção ao desenvolvimento”, afirmou Sérgio Azevedo, prefeito de Poços.

Políticas de fomento para o setor audiovisual

O projeto de interiorização da Empresa Mineira de Comunicação ultrapassa a tela da TV e beneficia toda a cadeia audiovisual do estado. Atuando para fomentar as políticas do setor, a EMC assume a Minas Film Commission. Para dar início à gestão da estrutura, a EMC lança o selo “Cidade amiga do audiovisual”. O projeto pretende sensibilizar os municípios com iniciativas para fomentar o setor, estimulando o turismo e tornando Minas cenário de enredos transportando, pela telona, o estado para o grande público no Brasil e no mundo.

Além disso, a EMC dá fôlego à cadeia audiovisual, impactado pela pandemia, com atividades que dão impulso a mostras e festivais de cinema. As iniciativas vão desde o chamamento público a exibição de títulos, gratuitamente, na grade de programação da Rede Minas. Também vai ser criada a EMC Play, primeira plataforma pública de streaming implantada por um governo de estado. Até então, só existia o serviço criado pela prefeitura de São Paulo. Filmes, mostras e o acervo da Rede Minas vão estar disponíveis, gratuitamente, para o público.

Agendas em Poços de Caldas

Durante a agenda em Poços de Caldas, a equipe de gestores da Secult participou, ainda, de  uma reunião na Prefeitura da cidade, com o prefeito Sérgio Azevedo, o vice-prefeito Júlio César de Freitas; do secretário municipal de Turismo, Ricardo Oliveira; do secretário municipal de Cultura, Gustavo Dutra; e do secretário municipal de Comunicação, Paulo Ney. Lá, discutiram temas como  tendências do turismo no momento atual, a importância da promoção de destinos e ações, dentro da transversalidade entre cultura e turismo, para geração de emprego e renda.

A equipe da Secretaria também fez visitas técnicas a pontos turísticos e culturais da cidade, como o Zoo das Aves, o Instituto Moreira Salles - Casa da Cultura,  e o Cristo - Serra de São Domingos.