marcaminas

 

Regionalização do Turismo

11ª Semana Guignard promove a obra e o universo artístico do mestre modernista

A programação da Semana Guignard deste ano será inteiramente on-line e contará com lives e uma exposição virtual. De 18 a 24 de junho, o evento será dedicado a discutir e promover a obra e o universo artístico do mestre modernista Alberto da Veiga Guignard.

Na sexta-feira (18/6), às 17h, acontece a live de abertura da 11ª Semana Guignard. O evento contará com a participação do Prefeito de Ouro Preto, Angelo Oswaldo; do diretor de Museus e superintendente interino de Bibliotecas, Museus, Arquivo Público e Equipamentos Culturais da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult), Alexandre Milagres; do fotógrafo Lucas Godoy, do coletivo Fotógrafos em Ouro Preto; e de Wanalyse Emery, coordenadora do Museu Casa Guignard, que integra os equipamentos culturais da Secult.

Ainda no dia 18/6 será lançada a exposição virtual Guignard, Paisagem Memória. A exposição tem como enfoque temático a paisagem ouropretana em sua relação temporal. Guignard conheceu Ouro Preto no início da década de 1940, vivendo na região durante seu último ano de vida. O artista criou uma relação de afetividade com a cidade por ele chamada de “amor-inspiração”, fazendo inúmeras representações pictóricas do local, seja em caráter documental, seja através da condição “imaginante”. Em suas representações, Guignard mediou relações visuais com a cidade, marcando o imaginário coletivo sobre as formas de interpretação da paisagem. Partindo desta condição, a proposta expositiva foi concebida: o olhar ‘guignardiano’, relacionado à memória, tornou-se base para a construção de uma releitura temporal por meio da fotografia.

Para concretizar o projeto expositivo, o Museu Casa Guignard elencou sete paisagens guignardianas da cidade de Ouro Preto para serem reinterpretadas por fotógrafos da região, mais especificamente pelo coletivo Fotógrafos em Ouro Preto, em meio ao contexto relacional passado-presente. Os registros fotográficos têm como base o olhar de Guignard sobre a paisagem, em uma ressignificação em torno da mesma. A ideia basilar está na representação das novas dinâmicas urbanas, evidenciando o conjunto de heranças de uma cidade fixada no tempo, via pintura, em uma redescoberta do espaço no presente, em suas intervenções naturais e sociais, via fotografia. A representação de um devir de mudanças, que estão intrinsecamente relacionadas ao tempo, em uma contraposição entre um passado recuperado e um presente reimaginado.

Trajetória de Guignard recontada

No dia 22/6 será realizada uma live com Marcelo Bortoloti, mediada por Wanalyse Emery, coordenadora do Museu Casa Guignard. Marcelo Bortoloti é pesquisador da vida e obra de Guignard e lançará o livro Guignard, Anjo Mutilado pela editora Companhia das Letras. Formado em jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Marcelo

Bortoloti é mestre em Artes pela Universidade Federal Fluminense; doutor em Literatura Brasileira pela Universidade Federal do Rio de Janeiro; e pós-doutorando no Museu de Arte

Contemporânea da Universidade de São Paulo.

Guignard, Anjo Mutilado é uma biografia sobre Alberto da Veiga Guignard, com destaque para sua obra, considerada um dos pontos altos do modernismo brasileiro, e sua trajetória, marcada pela instabilidade e solidão. Portador de uma deformidade no rosto que afetou suas relações sociais desde a mais tenra idade, o "anjo mutilado" – como o chamou o poeta Manuel Bandeira – recebeu essa alcunha por sofrer de caso severo de lábio leporino, deficiência que afetava sobretudo sua fala. Era, então, com sua arte que Guignard comunicava o que seria incapaz de elaborar num discurso.

Para finalizar a 11ª Semana Guignard será realizada, em 24/6, a live musical com a banda Forró de Bolso. Criada em 2016, por estudantes de música da UFOP, a banda percorre a região com shows de muita energia e qualidade musical. Forró de Bolso tem estilo próprio e, em seu repertório, apresenta releituras de músicas tradicionais do forró e de compositores brasileiros. A maior influência para a banda são os gêneros brasileiros, além de reggae e jazz. Forró em Ouro Preto é o nome do primeiro EP autoral, lançado em 2021. O grupo é formado por: Addaê (voz e violão); Jerônimo Zaluar (guitarra); Frank Wilsen (bateria) e France Batista (contrabaixo). Conta, ainda, com a participação de instrumentistas convidados, sendo eles: Kastora dos Anjos (percussão) e Kerson Luc (zabumba).

A 11ª Semana Guignard é uma realização do Museu Casa Guignard com apoio da Diretoria de Museus, sendo viabilizada pelo Projeto Programação Cultural dos Museus Estaduais, com patrocínio da CEMIG.

Alberto da Veiga Guignard

Alberto da Veiga Guignard nasceu em Nova Friburgo (RJ), em 1896, e faleceu em Belo Horizonte, em 1962. O artista estudou na Europa e, na década de 1930, atuou intensamente no Rio de Janeiro. Em 1944, convidado pelo então prefeito de Belo Horizonte, Juscelino Kubitschek, criou a Escola Guignard, pertencente ao Governo do Estado.

Guignard foi responsável por mudar as perspectivas da criação artística em Minas Gerais. É considerado um dos maiores pintores e desenhistas brasileiros do século XX. Encantado pela paisagem das cidades históricas de Minas, especialmente Ouro Preto, mitificou o tema em uma série de pinturas e desenhos que o projetaram nacional e internacionalmente.

Museu Casa Guignard

Localizado em Ouro Preto, o Museu Casa Guignard é um espaço da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais e foi inaugurado em 1987 com o intuito de reunir, conservar e exibir obras de Alberto da Veiga Guignard.

A edificação em que o Museu está instalado é datada do início do século XIX e compreende, em seu interior, um acervo formado por pinturas, desenhos, fotografias e documentos textuais relacionados à vida de Guignard. Merecem destaque no acervo o conjunto de retratos executados pelo artista e a coleção de Cartões de Guignard para Amalita, confeccionados entre os anos de 1932 e 1937.

O Museu desenvolve um programa de ações educativas inspirado nas lições e experiências de Guignard como professor. Uma dessas ações é o projeto Passos de Guignard, que demarca e explora os locais da cidade onde o artista produziu grande parte de suas obras.

Programação da Semana Guignard

LIVE DE ABERTURA

Data: 18 de junho de 2021, sexta-feira

Local: Canal do Youtube da Secult

Youtube: https://www.youtube.com/user/culturaemminas

Horário: 17h


LANÇAMENTO DA EXPOSIÇÃO VIRTUAL GUIGNARD, PAISAGEM MEMÓRIA

Data: 18 de junho de 2021, sexta-feira

Local: https://www.paisagemmemoria.com/


LIVE COM MARCELO BORTOLOTI

Data: 22 de junho de 2021, terça-feira

Local: Instagram do Museu Casa Guignard

Instagram: https://www.instagram.com/museucasaguignard/?hl=pt-br

Horário: 19h

LIVE MUSICAL COM BANDA FORRÓ DE BOLSO

Data: 24 de junho de 2021, quinta-feira

Local: Canal do Youtube do Museu Casa Guignard

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCNcvvh91mSQtgEsq9qQK-Ew

Horário: 19h

 

SERVIÇO:

Museu Casa Guignard

Rua Conde de Bobadela (Rua Direita), 110 – Ouro Preto

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Facebook: https://www.facebook.com/museucasaguignard.mg/

Instagram: https://www.instagram.com/museucasaguignard/?hl=pt-br

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCNcvvh91mSQtgEsq9qQK-Ew