marcaminas

 

Conselho da Empresa Mineira de Comunicação

Arquivo Público Mineiro participa da 5ª Semana Nacional de Arquivos

Em celebração ao Dia Internacional dos Arquivos, data instituída pelo Conselho Internacional de Arquivos e comemorada em 9 de junho, o Arquivo Público Mineiro (APM) participa da 5ª Semana Nacional de Arquivos com a oferta de atividades temáticas e virtuais. A programação do APM será realizada pelo canal do Youtube da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult) e tem início na segunda-feira (7/6), com ações que se estendem até a sexta-feira (11/6). Todas as atividades são gratuitas.

O secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, destaca que a participação do APM em mais uma edição da Semana Nacional de Arquivos confirma o importante trabalho que a instituição tem realizado ao longo de mais de um século para a preservação da memória documental do estado.

“Com 125 anos, o Arquivo Público Mineiro é uma de nossas instituições mais antigas e tem papel fundamental na conservação da história de Minas Gerais por meio de diversos documentos. A programação proposta para a Semana Nacional de Arquivos é um estímulo ainda maior para que os debates sobre democratização de acervos documentais sejam intensificados. E é por meio dessas ações que podemos fortalecer a atuação do Arquivo Público Mineiro e consolidar as políticas públicas destinadas aos arquivos do estado”, diz o secretário.

Para a Diretora do Arquivo Público Mineiro, Luciane Andrade Resende, “a Semana Nacional de Arquivos é uma oportunidade dos cidadãos terem contato com a multiplicidade de atividades desenvolvidas dentro de uma instituição arquivística, que vão desde a normatização do arquivamento dos documentos públicos até a conversão destes documentos em patrimônio de acesso ao público”, pontua.

Reflexões
A programação da Semana Nacional de Arquivos terá início na segunda-feira (7/5), às 14h, com a live “10 anos da Política Estadual de Arquivos de Minas Gerais”. A live contará com a presença de representantes do APM, da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), com o objetivo de avaliar os avanços obtidos a partir da promulgação da Lei Estadual 19.420/2011 e os novos desafios trazidos pela última década para o cumprimento da Lei.

Na quarta-feira (9/6), às 15h, acontecerá a live “10 anos da Lei de Acesso à Informação”, com a participação da superintendente Central de Transparência da Controladoria Geral do Estado (CGE/MG), Soraia Ferreira Quirino Dias. A atividade propõe uma reflexão entre a Lei de Acesso à Informação e as atividades de arquivo, tendo como questões centrais a construção de culturas de transparência pública, a gestão da informação arquivística e os desafios da transparência e do sigilo nos documentos eletrônicos.

O APM oferecerá ainda um minicurso de Noções de Conservação de Documentos, voltado para a capacitação de profissionais que trabalham diretamente com acervos arquivísticos. O minicurso será voltado para a apresentação de técnicas e princípios básicos de conservação preventiva e acontecerá na quinta e na sexta-feira (10/5 e 11/5), das 14h às 17h. Haverá emissão de certificado e as inscrições podem ser feitas neste link.

Semana Nacional de Arquivos
A Semana Nacional de Arquivos é uma iniciativa do Arquivo Nacional e da Fundação Casa de Rui Barbosa, ocorrendo anualmente. Em 2021, “Empoderando Arquivos” é o tema da quinta edição e, segundo o Conselho Internacional de Arquivos, a proposta consiste em refletir sobre como os arquivos, por meio do acesso à informação, atuam no fortalecimento da responsabilidade e da transparência governamental, visando monitorar o trabalho feito pelos governos e garantir que os cidadãos possam proteger seus direitos.

Além disso, aborda o trabalho em rede, a colaboração e o apoio de outras áreas que ajudam a capacitar os arquivos e seus profissionais para o alcance de suas metas e objetivos, ao mesmo tempo em que possibilitam que outros setores e o público em geral compreendam melhor o trabalho desenvolvido, tratando ainda dos desafios da teoria e da prática arquivística atual em favor de que ela seja mais diversa e inclusiva diante de diferentes vozes e histórias.

 

2 6 2021 minisemanadearquivos